Relatório Final da Assembléia Geral: Qual será o futuro da Igreja do Nazareno?

 “Estava o nosso Senhor acusando as igrejas do primeiro século em Apocalipse 2 e 3 quando passou por elas e expôs seus pecados e falhas, e lhes ordenou que arrependessem? A acção mais amável e bíblica que um servo fiel a Deus pode ter é justamente a de expôr a conduta antibíblica que leva ao arrependimento, para que não suceda que Deus intervenha duramente e repreenda de uma forma ainda mais severa. Eu penso que, a pior repreensão que nós poderíamos receber das mãos de Deus seria se Ele simplesmente nos deixasse ir avante com as nossas próprias agendas. Estamos mais inclinados a exaltar o homem e menos propensos a considerar a Palavra de Deus. Um dia, muitos perceberão tarde demais, como Sansão, quando lemos: “Porque ele não sabia que já o Senhor se tinha retirado dele”. (Judges 16:20b). Que Deus seja gracioso e nos desperte para aceitar a repreensão daqueles que estão vendo os erros na práctica da nossa fé. Nenhum homem está aquem de uma repreensão. Que possamos ver o amor e a graça naqueles que forem tão bondosos a ponto de nos repreender.” (Pastor Wilbert Unger)

 

A Assembléia Geral da Igreja do Nazareno concluiu-se no dia 29 de Junho de 2013. Não houve grandes surpresas, além de alguns ‘novos’ itens adicionados à crescente apostasia. A denominação a qual tenho sido membro toda minha vida é uma igreja de santidade apenas em palavras. A igreja do Nazareno está morrendo espiritualmente, está dividindo-se em duas facções bem distintas, e, ambas não podem simultaneamente obedecer a Deus. É muito triste para mim relatar isso, e eu posso imaginar amigos com lágrimas nos olhos, concluindo que estou confirmando o que já sabiam. Com excepção de algumas igrejas locais que ainda permanecem fortes biblicamente, não há evidência de qualquer denominação que esteja sendo fiel aos princípios bíblicos. A Igreja do Nazareno não poderia ser comparada à igreja de Esmirna ou Filadélfia. O que a igreja do Nazareno se tornou é numa mistura das cinco igrejas das quais o Senhor teve muito pouca coisa boa a dizer.

 

Não me arrependo de relatar isto, apesar de me entristecer. E quem é que gosta de ser  portador de más notícias? Não pedi que nada disso acontecesse. Não pedi para ser forçado  a sair de uma igreja porque me manti fiel à palavra de Deus, assim como muitos outros nazarenos foram forçados a sair de suas igrejas. Não pedi para ver pastores sendo despedidos porque pregaram contra a heresia. Não pedi para receber e-mails após e-mails notificando-me de maneira lamentável de irmãos fiéis que foram humilhados e excluídos por pastores ou líderes distritais. Eu apenas queria viver minha vida com toda fidelidade possível, e tudo o que me preocupava era evitar que a influência do mundanismo corrompesse as minhas crianças. Agora, nossa preocupação maior é pelas crianças que estão sendo corrompidas –dentro da própria Igreja do Nazareno.

 

Assim como células cancerígenas, a doença da igreja emergente tem infectado as partes principais do corpo da denominação, e está hoje aqui para ficar. É um fato consumado, e não fiquemos iludidos de que isso vá embora. Só um milagre de Deus poderia erradicar esta doença. Em quatro anos, os Superintendentes Gerais da igreja não tentaram pará-la, e nem mesmo falaram contra isso, e essencialmente, eles têm permitido a sua propagação, e portanto, devem ser totalmente responsáveis pois deixaram as raposas entrar no galinheiro. A maior responsabilidade pela morte desta denominação cai sobre estes homens que estão encarregados justamente de proteger a igreja.

 

A Falha dos Nossos Líderes

 

O Superintendente Geral Emérito Jesse Middendorf e seu filho Jon, vêm há muito tempo promovendo a ideologia emergente. Jerry Porter tem sido um forte apoiador do Plano Master (G12), um programa que tem destruído muitas igrejas, particularmente as congregações hispanas. A denominação também tem abraçado muitos elementos do Catolicismo Romano, uma religião falsa de onde meu pai foi resgatado. Assim como um capelão nazareno disse, em privado, a um estudante alguns anos atrás, “estamos nos tornando Católicos Romanos”. Isto é verdade. Observe as ênfases atuais nas quaresmas, no abandonar algo em prol das quaresmas, na “Eucaristia”, no sinal de cinzas na testa; no grande foco dos rituais do Advento, na Quinta-feira Santa (Maundy Thursday), em labirintos de oração, em estações de oração, nos palestrantes católico-romano nas universidades. Mesmo assim, nazarenos ingênuos observam tudo se desdobrando diante de seus próprios olhos, sentados em seus assentos aceitando tudo sem questionar.

 

O silêncio não é desculpa. Alguns Superintendentes Gerais têm sido cumplices pelo seu silêncio, ou pela sua participação em parcerias com organizações comprometidas com o mundo. Stan Toler e Jerry Porter são membros do comitê de aconselhamento de um grupo radical de justiça social chamado Liga Nacional Evangélica Latina (the National Latino Evangelical Coalition), dirigida por um pastor nazareno que todos os anos promove um festival nada santo, mas pagão, chamado Wildgoose (ganso selvagem). Um terceiro líder nazareno, o pastor Oliver R. Phillips, também faz parte deste comitê. E, todos os seis Superintendentes Gerais dos últimos quatro anos endossaram outro programa radical chamado “Mesa Evangélica Imigrante” (The Evangelical Immigration Table), um grupo que não faz nada além de dividir nazarenos que estão do lado oposto de uma importante questão política nos Estados Unidos. Estes compromissos dos nossos líderes espirituais com estes grupos radicais têm sido um grande desperdício de tempo, ao invés de focalizar na evangelização. A cumplicidade dos líderes em permitir que o catolicismo entre na igreja tem de ser notada. Recentemente, o Dr. Eugênio Duarte colocou seu sêlo de aprovação na observação da quaresma, um ritual Católico Romano que já se tornou muito popular em muitas de nossas igrejas e distritos, e certamente todos os outros Superintendentes Gerais devem tê-lo aprovado.

 

Contudo, se todos são promovedores activos ou observadores silenciosos, eles todos têm falhado na sua função de liderança da igreja como consta no Manual da Igreja do Nazareno. Ainda mais sério, todos têm falhado em suas funções como pastores da igreja como é citado nas Escrituras. Da mesma maneira, muitos dos líderes das universidades nazarenas (como Dan Boone e Dr. Karl Leth) e muitos superintendentes distritais têm sido ativos em promover ou em permitir estas heresias que têm danificado a igreja, enquanto outros presidentes têm permanecido em silêncio, como se tal atitude os absolvesse de qualquer responsabilidade.

 

Atualmente existe alguns lugares que não foram contagiados (poucas igrejas locais ainda fortes) que são as vezes vistas como sendo um detrimento para o “progresso” da denominação, mas que certamente serão atacadas, uma congregação de cada vez, até ficarem alinhadas, fechadas, ou forçadas a ir embora. Um dos momentos mais críticos destas igrejas será quando o pastor se aposentar e um substituto for necessário. Se as pessoas não estiverem atentas à apostasia à sua volta, elas ficarão vulneráveis, e a escolha errada de um pastor poderá decretar o fim de uma igreja que acredita na Bíblia.

 

Estamos enfrentado ataques de falsos ensinos:

 

A Bíblia tem sido rejeitada como a palavra infalível de Deus e como nossa única fonte verdadeira de autoridade; Evolução está sendo ensinada como sendo um fato, substituindo a naração de Deus da criação e negando a verdade das Escrituras; Gêneses 1-11 tem sido considerado meramente uma alegoria e a existência literal de Adão e Eva está sendo negada; ensinamentos de práticas místicas conectadas com religiões orientais, e um movimento em direção a um Cristianismo baseado em sentimentos, ao invés da verdade clara expressada nas Escrituras; a promoção de um “evangelho” social no lugar de um Evangelho de salvação do pecado; o suavizar da posição bíblica com respeito ao homosexualismo, tornando-se uma igreja que “afirma” e aceita o “cristão” homosexual; professores falsos como Brian McLaren, Richard Foster, e Rob Bell são convidados a falar para estudantes, seminaristas, e até pastores, ou seus livros são usados em cursos de Teologia como “bons” recursos; Doutrinamento e aceitação dos rituais e misticismos Católico-Romano, e promoção de livros de místicos católicos; meio-ambiental e “comunidade” tendo ênfase em detrimento da mensagem verdadeira do Evangelho; retiros em mosteiros Católico-Romanos para praticar o silêncio; Imitando o mundo com a tal dança Harlem Shake nos colégios nazarenos, e até mesmo durante um culto de Páscoa; uma reunião ecumênica com grupos políticos e religiosos radicais e não bíblicos; o ensino de ocultismo em um Seminário Teológico Nazareno; Um programa após outro assim como o Plano Master G-12 que está destroçando congregações; e muito mais que tem destruído a igreja de dentro.

 

As seguintes avaliações e conclusões são baseadas em quatro anos de pesquisa e relatórios, e juntanto toda informação possível dos eventos na Assembléia Geral. Existe muito mais que não será relatado aqui, mas procuro ressaltar os itens mais críticos. A motivação primária para esse relatório é o amor pelos irmãos cristãos. Eu convido todo nazareno e todo cristão a não se esquecer de sua responsabilidade de pregar todo mandamento dado por Deus, que inclui avisar o rebanho sobre os ensinos falsos. A igreja está se dividindo. No entanto, o que está acontecendo não deve ser nenhuma surpresa, pois foi o nosso mesmo Senhor é que disse: “Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão”. Lucas 12:51

 

A. Dois acontecimentos significantes da Assembléia Geral que têm enfraquecido ainda mais uma denominação que já foi forte:

 

Fato Confirmado pela Assembléia Geral: A Biblía Contem Erros E Não É Totalmente Confiável

 

O assunto mais sério e desastroso é aquele que afeta o fundamento de nossa doutrina e fé: como a Igreja do Nazareno aceita as Escrituras Sagradas. Os 66 livros da Bíblia são revelações escritas de Deus a nós, e nos revelam não só o plano de salvação através de Jesus Cristo, mas também a Verdade em todos outros assuntos escritos. A palavra infalível de Deus diz que: “A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre” (Salmo 119:160).

 

Ainda assim, a rejeição de uma simples e clara resolução sobre as Escrituras, que foi colocada de lado para “estudo” quatro anos atrás, é a atitude mais enfática que uma Assembléia Geral e a sua liderança poderiam fazer para fazer uma declaração clara a todos sobre em que posição eles estão com relação às Escrituras. A finalidade de sua rejeição da resolução mostra que a Igreja do Nazareno não só deixa de afirmar, como talvez nunca afirmará que a Bíblia é sim, verdadeira em todas suas partes. Se você declara que a Bíblia tem erros, então, abre as portas para que cada um escolha por sí mesmo no que acreditar e rejeitar o que quiser rejeitar, e chama Deus de mentiroso.

 

O Relatório do Comitê Das Escrituras está incluido no final deste relatório e também anexado no formato PDF (O texto em vermelho e em azul são comentários de James Scullin e Allen Marsh). Em especial, alerto os irmãos sobre uma declaração, mais ao final deste documento, que talvez revele a razão mais urgente para rejeitar uma afirmação sobre a infalibilidade da Bíblia:

 

“A posição detalhada da infalibilidade não está apenas em discórdia com a teologia Wesleiana, e repudiada por teólogos e líderes nazarenos, mas se o Artigo IV fosse alterado para nos restringir a essa visão particular da Escritura, a presente amplitude que pode compreender as duas visões seria substituída por este ponto de vista fundamentalista restrito. Uma vez que, teólogos nazarenos e estudiosos da Bíblia, como um todo, ficariam fortemente opostos a essa oposição limitada deste Artigo de Fé, assim como muitos pastores e líderes leigos, tal movimento poderia ameaçar uma divisão muito séria na denominação. A divisão, uma crise grave e dores que temos visto em outras denominações indicam que isso poderia ter resultados muito graves para a nossa unidade e poderia causar sérios danos à Igreja do Nazareno.” (Relatório do Comitê Das Escrituras)

 

Só neste relatório há três partes de raciocínio maus. Primeiro, a infalibilidade das Escrituras não é uma variante da teologia Wesleiana. Essa é uma afirmação falsa. O próprio John Wesley disse: “Não. Se há algum erro na Bíblia, podemos então dizer que há mil. Se há um erro nesse livro certamente que não veio do Deus da verdade. ” Ignorar isso, e muito mais que tais líderes têm ignorado nos escritos do teólogo nazareno H. Orton Wiley e outros, trai a vergonhosa seleção isolada de passagens fora do contexto deles para justificar as suas conclusões erradas.

 

Em segundo lugar, depender dos “principais teólogos Nazarenos” em vez de confiar nas Escrituras é uma filosofia que se reflete em todo este documento. Isso é feito repetidas vezes, pois dependem do raciocínio humano, e recusam a aceitar a Palavra de Deus, como está claramente escrito. Este é um grande erro que contribui para a queda de qualquer denominação.

 

E em terceiro lugar, a preocupação com qualquer tipo de divisão na denominação nunca deveria ser um problema por sí só, e eu acredito que esse raciocínio não revela a verdadeira razão para a rejeição da infalibilidade da Palavra de Deus. Creio que esta é a principal razão que eles se recusam a confessar a crença na veracidade de toda a Escritura. A ironia é que isso já está causando grande divisão na denominação, e os que crêem na Bíblia não aceitarão isso; muitos separar-se-ão da Igreja do Nazareno, baseados apenas nessa posição. O que eventualmente restará serão dois grupos: os que rejeitam a infalibilidade da Bíblia, e os que crêem na Bíblia que serão marginalizados pelos apóstatas.

 

Conclusão: a liderança não acredita na infalibilidade das Escrituras, e com a liderança seguindo nessa direção, assim será com o resto da denominação. Apesar deste documento final e sua tentativa de “explicar” como a Bíblia contem erros, você provavelmente não verá qualquer dessas pessoas indo às igrejas locais para dizer que eles não acreditam na infalibilidade das Escrituras. Eu acho que muito mais pessoas simplesmente se levantariam e iriam embora.

 

*Os Membros do Comitê de Estudo das Escrituras eram: o Superintendente Geral Jesse Middendorf, Thomas Noble, Gary Bennett, Stephen Dillman, Bradley Estep, Thomas King (presidente), Joseph Knight, Melvin McCullough, Christian Sarmiento, Arthur Snijders, Alexander Varughese (secretario), e David Wilson; Stan Ingersol e Shirley Marvin também ajudaram.

 

Homossexualidade: É Apenas Uma Questão de Tempo Até Haver Um compromisso Completo

 

Além do erro fatal de ‘enfiar o provebial polegar no olho de Deus’ com a rejeição da infalibilidade das Escrituras, há ainda outro erro fatal. A questão da homossexualidade é um dos maiores problemas não só na sociedade, mas na igreja também. Inúmeras denominações sucumbiram-se à pressão da sociedade, e comprometeram o ensino claro de Deus sobre o pecado da homossexualidade. Permitir uma oficina na Assembléia Geral, com o tema “LGBT friendly church” (Igreja Fraternal de Lésbica-Gay-Bisexual-Transexual), mas sem oferecer uma solução bíblica clara, foi mau. Mas falar abertamente sobre isso foi posto de lado como mais outra resolução reservada para mais quatro anos de estudo, como se o problema do pecado homossexual precisasse de mais estudos.

 

 

Isto também contribuirá para a queda da Igreja do Nazareno, enquanto muitos se desviam. Depois que uma grande maioria de pessoas votou a favor de uma resolução reforçando a posição da Igreja sobre o pecado homossexual, uma moção foi feita para encaminhar a resolução para a Junta Geral para ser mais estudado (lembre-se da resolução das Escrituras que foi entregue há quatro anos). A principal desculpa para isso foi que a igreja precisava ter certeza de elaborar uma declaração compreensível que abrangesse todos os tipos de sexualidade. Mas por que não fortalecer a afirmação sobre a homossexualidade agora, e quatro anos depois fazer emendas? Infelizmente, esta moção foi aprovada. Em uma corajosa tentativa de trazê-la de volta para reconsideração, vários pastores se levantaram e apresentaram o seu caso. Um deles era um delegado do Distrito Oeste Porto Rico, Rev. Ramon Sierra, e outro foi o Superintendente Distrital do Norte da Flórida, o Dr. Orville Jenkins, Jr. Foi no distrito Norte da Florida que esta declaração bem escrita e biblicamente sólida sobre o pecado da homossexualidade se originou. O presidente Dan Boone da Universidade Nazarena Trevecca foi quem falou em oposição à moção para reconsideração. Após a votação, a moção para reconsiderar falhou por um número de votos relativamente pequeno, e agora a denominação continuará sem uma clara e forte declaração sobre o pecado homossexual por pelo menos mais quatro anos.

 

Esta é uma falha completamente triste por parte da liderança, apesar de um dos superintendentes gerais se levantar após a moção ser rejeitada, e dizer que a igreja ainda se mantém firme sobre esta questão. Nesse caso, não poderiam também um ou dois dos Superintendentes Gerais ficar de pé e apoiar o Dr. Jenkins que pedia a re-consideração? Falta de liderança mais uma vez, e talvez a política liderou o dia, ou talvez o desejo de não ofender alguém. Eles realmente se esqueceram de que o Evangelho é ofensivo para aqueles que não crêem. Que vergonha, e quão destrutivo isso poderá ser para a igreja emquatro anos!

 

Com estas duas decisões críticas, juntamente com todas as heresias sendo introduzidas na denominação, creio que a Igreja do Nazareno está a caminho de fazer parte do grupo cada vez maior de igrejas apóstatas que estão honrando aos homens, ao invés de Deus. Apesar do anúncio de Nina Gunter de que a igreja “não está em crise”, o fato é que a igreja está em crise, e talvez, em estado vegetativo. O que nos restou são líderes que se recusam a admitir a realidade, e outros líderes em total conivência com os inimigos de Cristo.

 

B. Breve Sumário Sobre Outros Assuntos da Assembléia

 

1. Deus Comete Erros E Aprende Com Seus Erros? A resolução que teria condenado o Progresso Teológico foi derrotado facilmente no comitê. Dan Boone, um dos líderes mais perigosos na igreja hoje, foi usado como instrumento para permitir que este ensino herético continuasse. Ele é presidente da Universidade Nazarena Trevecca, e ajudou a introduzir o misticismo contemplativo na escola, passeios escolares a mosteiros Católico-Romanos, teologia cheia de erro, ecumenismo, bem como permitir que um grupo radical pro-homossexual falasse no campus. Seus próprios argumentos muito questionáveis contra a resolução selaram o destino da mesma. Tom Oord e outros podem agora continuar ensinando essa heresia para os nossos alunos como se ela fosse da própria Bíblia.

 

 

2. Igreja LGBT (Lésbica-Gay-Bisexual-Transexual)? A vergonhosa oficina foi realizada por uma igreja que diz estar “buscando fazer discípulos semelhantes a Cristo na comunidade LGBT. Não houve sequer uma menção sobre o pecado até que eu fiz uma pergunta no final da oficina: “Alguma vez, alguém testemunhou na sua igreja que foi liberto do pecado da homossexualidade?” É interessante que o pastor igualou a minha abordagem à do Êxodo International, embora eu o corrigi e afirmei que minha abordagem era bíblica. A sua resposta nunca foi clara, ao menos pelo que ouvi. Portanto, mantenho minha conclusão de que esta é uma notícia má, e não boa para a igreja. No final da apresentação este grupo ainda foi aplaudido de pé.

 

Estes parecem ser passos de bebê para uma eventual aceitação e afirmação dos “crentes” homossexuais. Com o capelão da Faculdade Eastern Nazarene (de Massachusetts) já se gabado por ter adorado a Deus ao lado de um pastor abertamente homossexual e sua congregação, grupos de apoio ao LGBT, o acolhimento de grupos pró-homossexuais no campus da faculdade, e um fraco documento oficial entitulado Perspectivas Pastorais …. por que não? As portas estão se alargando ainda mais para que a homossexualidade se torne totalmente aceita na Igreja do Nazareno.

 

3. A espiritualidade contemplativa e o catolicismo romano estão entrando na corrente sanguínea do Nazareno, e ao que parece, para a liderança tudo está bem. Na oficina realizada por Mark Maddix da Universidade Nazarena Northwest, ele promoveu lectio divina e formação espiritual. No final, eu o desafiei perguntando porque é que os nazarenos estão trazendo todos os tipos de heresias e práticas dos católicos romanos. Seu co-palestrante também errou ao afirmar que ‘a Bíblia veio de católicos romanos’. Mais tarde ele falou conosco, e quando o Tim Wirth perguntou-lhe se ele acreditava que o evangelho católico da salvação era o mesmo que o dos protestantes ele declarou: “Sim, os dois são o mesmo evangelho da graça.”

 

Ele não teve uma resposta para a pergunta: Isso é errado; são dois evangelhos separados, e se eles não são, porque houve uma divisão?” Em outras palavras, por que houve uma Reforma? O Dr. Maddix aparentemente não sabe muito sobre a história da Igreja Católica Romana e o que ela ensina. Os católicos romanos, como são ensinados pelo magistério e o Concílio de Trento, não são nossos irmãos e irmãs em Cristo. No entanto, esses professores “eruditos” e pastores não têm idéia do que estão falando, ou estão completamente sobrecarregados com uma ilusão que é muito fatal.

 

4. Experimentando Coisas Estranhas: Havia outra sala de oração lá, completa de ícones e com aspecto do catolicismo Romano. O mesmo sentimento opressivo que três de nós tivemos quando nos aproximamos da sala de oração para entrar, e a hesitação, foi um pouco estranho para nós. Eu fui mais tarde, depois de orar primeiro, e escrevi minha mensagem à igreja em cima da mesa. Havia mais indícios de que a Igreja está ajudando a trazer novos problemas. O experimentalismo está se tornando mais evidente, com pessoas procurando “sentir” e “experimentar” a presença de Deus, sabe-se lá o que isso significa. Depois de rejeitar o Pentecostalismo e o movimento da Rua Azusa anos atrás, especialmente do fundador Phineas Bresee, parece que agora, o “fogo estranho” está sendo reintroduzido na igreja, através da Escola Fogo: Vivendo o sobrenatural, realizado por Rob McCorkle e Dan Bohi.

 

Depois, houve o encontro que tivemos com uma duas meninas no estande da Escola Fogo. Ela insistiu que as manifestações físicas que ela tinha experimentado foram a marca do Espírito Santo. Eu perguntei, como é que você sabe que é o Espírito Santo? E eu perguntei de novo, é possível que você tenha sido enganada? Depois, quando indagamos acerca dos ensinos de Dan Bohi, nos disseram para não falarmos mal do ungido de Deus. Finalmente, pediram-nos para sair. Se alguém pensa que, sentir os braços pesados, ou que, ser incapaz de se levantar é prova de que o Espírito Santo esta a trabalhar na sua vida, então essa pessoa está em sérios apuros. Prepare-se para uma nova onda de ventos de doutrina semelhante às que Bresee alertou.

 

5. Eleições: Dois novos Superintendentes Gerais foram escolhidos. Um deles, David Busic, foi presidente do Seminário Teológico Nazareno, e que eu saiba, não fez nada para mudar a direção em que este seminário está indo: na espiritualidade contemplativa e até mesmo no ensino de um curso ocultista. Ele tem, no mínimo, algumas conexões com a ideologia emergente, incluindo o seu uso liberal de citações de Phylis Tickle em seu discurso inaugural. Receio que futuramente vamos descobrir muito mais. O segundo Superintendente Geral, Gustavo Crocker, tem algumas conexões com Leonard Sweet, um líder emergente que está ligado a Rick Warren, e também tem algumas idéias estranhas de espiritualidade. Eu não sei muito sobre ele, mas, novamente, o tempo vai dizer sobre a sua liderança. Eu não estou otimista.

 

6. A Junta de Superintendentes Gerais: Não tenho absolutamente qualquer confiança na Junta de Superintendentes Gerais, e ninguém deveria. Esses homens falharam com a igreja. Eu acredito que toda a evidência mostra que aqueles que estavam na junta nos últimos quatro anos falaram da boca para fora quando falaram dos ideais e doutrinas da Igreja do Nazareno, enquanto permitiam que todos os tipos de heresias prejudicassem a igreja, talvez de forma irreversível. Precisamos orar para que eles se arrependam da sua falta de liderança, para que acordem e vejam a destruição que está acontecendo ao seu redor, e que falem a verdade para as pessoas, mesmo à custa de perder membresia. Se não for assim, devem prestar contas a nós.

 

Peço a cada Nazareno que ler isto, e que está tão preocupado como nós, para escrever uma carta aos Superintendentes Gerais, ou enviar e-mail a cada um deles diretamente, e pedir por respostas. Não fique satisfeito apenas com respostas, mas com respostas diretas e inequívocas para suas perguntas. Peça que declarem especificamente no que é que eles creem. Uma boa pergunta com sim ou não como respostas pode ser: “Acredita que Gênesis 1-11 é alegoria e não verdade, e que Adão e Eva não existiram de verdade? E, você acredita que a evolução é verdade?” Para uma amostra de boas perguntas, veja “Perguntas para a Liderança”.

 

7. Algumas outras notas. Houve debates sobre a questão do batismo infantil e expiação; argumentos feitos para não usar o nome de Nazareno em alguma igreja, com medo de que pessoas não viessem para uma igreja etiquetada de Nazarena. Também não podemos esquecer da influência terrível que os Nazarenos Explorando Evolução têm tido sobre a igreja, apesar de eu não ter assistido nenhuma de suas apresentações. Houve também um pastor que abruptamente se afastou de mim e que não apresentava qualquer base bíblica para tudo o que dizia. Um pastor, amigo deste, pediu então para orar por mim, enquanto que ele próprio estava sob engano. Lembrei-me da época em que três de nós não pudemos por algum motivo entrar na sala de oração, até que eu finalmente pedi a Deus por proteção e, em seguida, entrei na sala. Tive a alegria de falar com alguns pastores que me disseram que sim, que iriam manter a linha, que iriam defender a palavra de Deus a todo custo. E depois então, pude me encontrar com companheiros nazarenos que conheço há vários anos apenas por e-mail e Facebook. Passar o tempo com dois amigos que generosamente abriram a sua casa para mim foi uma experiência agradável. Houve coisa boa também nesta Assembléia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conclusão

 

“E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade”. 2 Tess 2:11-12

 

Hoje acredito que existe um cenário de ilusão muito forte na mente de muitos nazarenos, e eles estão acreditando em muitas mentiras. O que mais poderia explicar a inexplicável falta de discernimento de tantos falsos ensinos pela liderança, e também o intencianl fechar dos olhos à verdade do que está acontecendo, por muitas pessoas nos bancos, e por pastores que não parecem estar interessados em advertir seu rebanho? Eles estão vivendo perigosamente numa bolha, evitando que suas congregações conheçam os perigos, e portanto permitindo que eles sejam potencialmente expostos ao erro. O seminário está  formando pastores que estão por sua vez introduzindo doutrinas heréticas às suas congregações. Os assentos, por sua vez, estão sendo preenchidos com pessoas que nem sequer são salvos, ou que são salvos mas também ingênuos e incapazes, ou que não pensam por si mesmos.

 

Muitos Nazarenos deram o seu sangue, suor e lágrimas para a Igreja do Nazareno. Penso naqueles que sacrificaram muito do seu tempo e recursos, tais como Don e Sue Butler, que com a ajuda de Tim Wirth produziram um DVD que chegou a milhares de nazarenos e ajudou muitos a se conscientizarem acerca da igreja emergente e de seus perigos. Inúmeros nazarenos que, por defenderem a verdade têm sido marginalizados e forçados a deixar a sua igreja, e quando não há nenhuma outra igreja do Nazareno saudável  disponível, são forçados a deixar a denominação.

 

A Igreja do Nazareno tem-se tornado numa denominação que tem pouco interesse pela verdade do Evangelho e pelo bem-estar dos nazarenos que acreditam na Bíblia. Por outro lado, como disse recentemente um ex Nazareno, é “uma religião baseada em obras com todos os tipos de regras e regulamentos, e a demanda por um número crescente de people e uma conta bancária maior”. Até isso fez o tiro sair pela culatra pois, a igreja parece estar passando por uma crise financeira, culpada em parte iniciada pelo escândalo sexual da igreja Bethany First Church há alguns anos atrás, que custou à denominação uma quantia de dinheiro não revelada. Não há interesse na verdade, porque falar a verdade muitas vezes acaba por afastar as pessoas. Se a verdade for encoberta sob a fachada do “amor”, enquanto se ignora o justo juízo de Deus, certamente mais pessoas poderão ser acrescentados à igreja, mas quantos realmente serão salvos?

 

Uma Mensagem Para Aqueles Que Têm Sido Feridos Pela Igreja

 

It is difficult to see so many years of enjoyment and pure joy at being a part of a holiness church, turn into times of anguish.  I have received many of your stories, and it is absolutely heartbreaking.  I do not cry too many tears outside, but the sorrow I feel inside is more than I had felt in all my years before four years ago.  But God has promised He will never leave you, in spite of persecution, which He says you would face.  And to the churches that are standing firmly in opposition to the apostasy, we will pray for you.

É difícil ver tantos anos de puro prazer e alegria de fazer parte de uma igreja de santidade, transformar-se em tempos de angústia. Já recebi muitas de suas histórias, e é absolutamente devastador. Embora não esteja chorando por fora, a tristeza que eu sinto por dentro é a maior que já senti em todos os anos antes desses últimos quatro anos. Mas Deus prometeu que nunca iria nos deixar, apesar da perseguição que Ele disse que enfrentaríamos. E para as igrejas que ainda estão de pé, firmes em oposição à apostasia, vamos orar por você.

 

 

Um amigo recentemente escreveu em resposta a outro cristão que estava compartilhando um peso para a igreja:

 

“Se estes são os momentos finais, eu só posso visualizar uma queda contínua. Mas Deus disse que Sua Palavra não voltaria vazia. Onde a Palavra ainda está sendo fielmente pregada e vivida, haverá esperança, haverá crescimento, haverá avivamento …. Em vez de se humilharem perante o castigo de Deus, “os crentes” continuam se afastando cada vez mais longe de Deus. Rejeitar a disciplina de Deus os levará a uma consciência cauterizada e a um caminho mais escuro. Mas continuem a trabalhar enquanto há luz do dia porque ainda há alguma colheita possível, mesmo que seja o final dos tempos. Eu compartilho o seu coração partido sobre a condição da igreja hoje. Que Deus esteja consigo. ”

 

Um Recado Aos Pastores Que Recusam Abrir A Boca

 

Você deve compartilhar essas coisas com sua congregação. Você pode ser contra todos esses falsos ensinos, mas isso não é suficiente. Você PRECISA dizer à sua congregação a verdade sobre isso também. Eles devem ser equipados com o conhecimento do que está acontecendo, ou eles vão estar em perigo algum dia. Algum dia você irá se aposentar e, em seguida, um falso mestre virá para substituí-lo, e logo trará devastação sobre a igreja com as mentiras da igreja emergente e de outros movimentos falsos. Você está disposto a assumir a responsabilidade do que está acontecendo? Você é um pastor assistente do Grande Pastor, e você será cobrado com muito mais responsabilidades, e a Escritura diz que você terá de prestar muito mais contas a Deus pelo que você ensina, ou pelo que você deixa de ensinar.

 

Um Recado Àqueles Que Dizem Que Não Devemos Criticar A Igreja e Seus Líderes

 

Precisamos ser cautelosos com aqueles que pregam um outro evangelho. Paulo advertiu sobre aqueles que pregavam “outro Jesus … outro espírito … ou outro evangelho” (II Coríntios. 11:4). Como podemos conhecê-los, a menos que julguemos o seu Jesus, o seu espírito e o seu Evangelho com a Palavra de Deus? Paulo chamou esses pregadores de “apóstolos falsos, de obreiros fraudulentos, que faziam-se apóstolos de Cristo” (II Coríntios 11: 13). Ele explica no v14-15 que estes pregadores são os ministros de Satanás. O homem chamado por Deus deve ser justo e fiel em expor os ministros de Satanás.

 

Paulo advertiu os gálatas sobre aqueles que “distorcem o evangelho de Cristo”. Ele também disse: ” Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” (Veja Gál. 1:6-9). Multidões hoje estão pregando um evangelho pervertido. Aqueles que ensinam que a salvação depende de batismo, ou de obras, estão ensinando um evangelho pervertido. Os carismáticos que adicionam sinais e maravilhas ao evangelho, católicos, muitos evangélicos, e muitos fundamentalistas (?) estão pregando um evangelho pervertido. E ainda esperam que nós cooperemos com eles no evangelismo e trabalho cristão, de acordo com muitos hoje. Se não formos capazes de expor esses falsos profetas, então teremos traído Cristo e Seu evangelho. “(Tim Wirth)

 

Facebook:  https://www.facebook.com/groups/concernednazarenes/

English: www.reformednazarene.wordpress.com

Spanish: https://nazarenoespanol.wordpress.com/

Portuguese: http://nazarenoportugues.wordpress.com/

Website: www.concernednazarenes.org

 

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: